ALUGUEL DE MESAS E CADEIRAS CLIQUE AQUI

O Brasil voltou a desacelerar no número médio de mortes de covid-19. Nas últimas 24 horas, 2.278 pessoas morreram, e o país teve uma média de mais de 2.000 mortes por dia na ultima semana. Os dados foram obtidos junto à Secretaria Nacional de Saúde pela Federação dos Veículos de Notícias, da qual o UOL pertence.

Nos últimos 7 dias, em média 2.422 pessoas morreram por dia no Brasil por complicações da infecção por coronavírus. Este é o 101º dia consecutivo com uma média móvel superior a mil. Há 46 dias, desde 17 de março, o índice permaneceu acima de 2.000. Um total de 406.565 mil pessoas morreram em decorrência da doença em todo o país.

As médias móveis de óbitos são consideradas estáveis ​​em três regiões do Brasil: Nordeste (-7%), Norte (-15%) e Sudeste (-15%). O Centro-Oeste (-28%) e o Sul (-20%) apresentaram queda. Dez estados têm registros estáveis, enquanto os outros treze estados e o DF estão em queda. Apenas dois estados têm tendência de aceleração nas mortes por covid-19.

Nas últimas 24 horas, cinco estados relataram mais de 100 mortes devido ao covid-19. O número total de vítimas (2.161) nesses locais foi responsável por mais da metade do total de mortes do país: São Paulo – 750, Minas Gerais – 337, Rio de Janeiro – 213, Paraná – 158, Rio Grande do Sul – 135.

O Ministério da Saúde informou que, nas últimas 24 horas, o Brasil registrou 2.656 novos óbitos por covid-19. Desde o início da pandemia, 406.437 pessoas morreram da doença.

ALUGUEL DE CADEIRAS CONFIÁVEL É AQUI

Segundo dados do Ministério da Saúde, foram confirmados 66.964 casos novos em todo o país entre ontem e hoje. Desde março de 2020, o número total de infecções atingiu 14.725.975. Segundo o governo federal, 13242665 pessoas se recuperaram da doença e outras 1076873 pessoas em acompanhamento.

Mais de 80.000 pessoas morreram nos últimos 30 dias. A situação em abril é mais grave do que em março, em relação a covid-19. Até então, o mês com mais mortes de toda a pandemia.

Em abril, um total de 82.401 pessoas falecerem em decorrencia ao covid-19, 15.000 a mais que no mês anterior. Apenas nos primeiros quatro meses de 2021, as mortes por covid-19 foram responsáveis ​​por mais da metade das mortes pela doença, desde o inicio da pandemia em 2020.

O país atingiu o recorde de 400 mil mortes pela COVID-19, porém, segundo dados do consórcio de veículos de imprensa o quel o UOL está envolvido, só em janeiro, fevereiro, março e abril deste ano, 209.311 pessoas morreram em decorrência da doença. Destes quatro meses, março e abril tiveram o maior número de mortes: um total de 149.269 óbitos.

PROCURANDO ALUGUEL DE MESAS E CADEIRAS? CLIQUE AQUI
Fonte: https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2021/05/01/covid-19-coronavirus-casos-mortes-01-de-maio.htm

Deixe uma resposta